sexta-feira, 18 de outubro de 2013

"Obsessão Infinita" A arte como cura

O encantamento da arte não tem idade nem há limites, é o que podemos observar na obra da artista plástica japonesa Yayoi Kusama, de 84 anos,  ela sofre de distúrbio obsessivo compulsivo e vive em um instituto psiquiátrico por vontade própria.

 Sua "obsessão" são as bolas feitas de diversas  texturas e cores;  Yayoi transforma a limitação da sua diagnosticada doença em uma forma de se expressar com o mundo, quebrando o preconceito que pessoas com "doenças psiquiátricas" sofrem. 

 A arte pode e deve ser um mecanismo de terapia e valorização dessas pessoas.
  
Até que ponto isso é arte e até que ponto é doença? Será que essa excessiva criatividade é realmente doença? E qual a cura? Possivelmente não teremos respostas, assim tão fáceis,  mas podemos refletir sobre esse tema e mergulhar no fantástico mundo da arte. Com vocês, "Obsessão Infinita"  de Yayoi Kusama:



  Vale a pena conferir este vídeo que mostra a exposição, realizada aqui no Brasil:

Clique aqui : Vídeo da Exposição, Matéria Jornal das Dez da Globo





Jamille Sodré






quarta-feira, 9 de outubro de 2013

Um novo paradigma de beleza conquista a Semana de Moda em Paris

Reprodução do Site http://orbitadiversa.wordpress.com

Meses antes do modelo Naomi Campbell falou sobre a marginalização e a falta de modelos negros nas passarelas e que Kanye West falou sobre tetos de vidro para os negros no cenário cultural e artístico , o estilista californiano Rick Owens tinha orquestrado um plano para a primavera / verão 2014. Esta nova coleção retirou os fundamentos da Semana de Moda de Paris , desafiando todas as convenções e expectativa.

Modelos dançarinos no desfile de Rick Owens em Paris. Foto: Miguel Medina / AFP / Getty Images
O designer causou uma verdadeira sensação ao usar dançarinos pisar dança (um tipo de dança cujo ritmo é acentuado carimbar pés) em vez dos modelos tradicionais de 1,80 metros e cinturas microscópicos para apresentar sua nova coleção para as mulheres. E a multidão foi à loucura.
Rick Owens Show, Primavera-Verão 2014, Semana de Moda de Paris, França - 26 de setembro de 2013
Fotografia: Rex / Bukaljo Frederick / Sipa
No final do desfile, o designer e seus modelos chorando. Os manequins tinham o mesmo tamanho que a maior parte das mulheres. E mesmo a maioria deles eram negros, no meio de uma temporada onde as pistas têm sido criticados por sua "caucasidade". As roupas, confortáveis ​​e casuais, e os modelos lançados em atitudes longe do clássico coloca arrogante e chato. Talvez seja por isso que todo mundo estava chorando no final do show. Finalmente, roupas a preços acessíveis.
Rick Owens Show, Primavera-Verão 2014, Semana de Moda de Paris, França - 26 de setembro de 2013
Fotografia: Rex / Bukaljo Frederick / Sipa
"Esperemos que este foi apenas o primeiro de muitos desfiles sem lei e fora da norma nas passarelas internacionais. Eu, por exemplo, estou ansioso para o mundo da moda desencorsete uma vez por todas."
Você pode apreciar o desfile completo aqui:
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Notícias